Clareamento dental: como funciona e quais os tipos?

    Com o passar dos anos, devido a pigmentos externos, nossos dentes ficam amarelados e com manchas, é algo normal para grande parte das pessoas. 

    Isso ocorre por questões relacionadas a hábitos alimentares ao longo da vida, ingerindo produtos que com o decorrer dos anos escurecem os dentes, como: café, vinho e shoyu. 

    A mudança da coloração dental é um processo normal, mas pode causar um incômodo estético para grande parte das pessoas que buscam um sorriso mais perfeito e harmônico, mexendo consequentemente com a autoestima. 

 

Como funciona o clareamento dental? 

    O clareamento dentário é uma ótima opção para quem busca clarear e conquistar a aparência dos dentes mais brancos, como nos comerciais de TV. A estética dental mais branqueada dos dentes pode ajudar na retomada da autoestima e confiança do paciente. 

    O procedimento de clareamento dental funciona através de um gel à base de peróxido de hidrogênio ou carbamida, que promove a limpeza das estruturas dentais e uma oxidação dos pigmentos que proporcionam o clareamento.    

    Não devemos deixar de ressaltar que um sorriso perfeito envolve muito mais que a coloração dental, mas também o posicionamento do mento, oclusão, gengiva saudável e outros fatores, que também são importantes para serem analisados por um profissional.

 

Quais os tipos de clareamento dental?

    Existem dois tipos de clareamento dental, ambos cumprem o resultado com eficiência, mas são realizados de formas diferentes: 

 

  • Profissional: é realizado em consultório por um profissional capacitado, utilizando de produtos específicos, técnica e luzes (laser). O procedimento deve ter pelo menos 3 sessões de até 50 minutos, uma por semana. 

 

  • Caseiro: O método é feito em casa pelo paciente, após a orientação do dentista e a entrega dos produtos para a realização. É feito com um gel concentrado que age na ação de clareamento nos dentes e um molde para a realização da aplicação. O procedimento deve ser feito pelo paciente durante 1 hora, todos os dias, dentro do período de 30 dias. 

 

    O clareamento dental caseiro deve ser sempre orientado por um dentista, jamais deve ser usado alternativas sem antes consultar um profissional. O uso incorreto de produtos caseiros pode acarretar sensibilidade extrema nos dentes e gengiva. 

 

Algumas dicas.

    Pacientes com dentes mais sensíveis também podem realizar o clareamento dental, seja por um profissional ou até mesmo o método caseiro, basta sempre consultar seu dentista de confiança para receber as orientações corretas de como realizar o procedimento. 

    O clareamento não é indicado para grávidas e pessoas que tenham alguma patologia bucal em processo de tratamento, consulte sempre o seu dentista de confiança para realizar uma avaliação bucal completa. 

    O cigarro é um grande vilão quando o assunto é escurecimento e amarelamento dos dentes, sempre que possível evite o uso. 

 

    Após a realização do clareamento dental, procure mudar alguns hábitos, a fim de que o resultado dure por mais tempo: 

  • Evite consumir bebidas e molhos escuros, como: café, vinho e shoyu; 
  • Mantenha diariamente uma boa higienização bucal; 
  • Faça um acompanhamento regular com o seu dentista;
  • Evite fumar. 

 

    A Clínica Juliana Búrigo realiza os dois tipos de procedimento para clareamento dental, deixando sempre à escolha do cliente o método mais confortável para a realização.

    Agende uma consulta com a Clínica Juliana Búrigo, deixe o seu sorriso ainda mais bonito: www.julianaburigo.com.br 

  • Share post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*