O que é cirurgia ortognática? Saiba tudo sobre o procedimento.

    A cirurgia ortognática é um procedimento indicado para a correção de anomalias prognatismo mandibular, caracterizado pelo crescimento de forma irregular e exagerado dos ossos, nas áreas como: queixo, mandíbula, maxilar, nariz e malar. Estima-se que  ¼  da população possua desarmonia facial e necessita de tratamento, mas apenas metade procura correções para melhorar sua qualidade de vida. . 

    O prognatismo mandibular pode acarretar diversos distúrbios significativos na vida do paciente, como: dificuldade para respirar, apneia obstrutiva do sono,  problemas na mastigação de alimentos, mordida aberta, e também apresenta alterações na estética facial. 

    Quando criança, se detectado a anomalia, algumas correções podem ser feitas através de aparelhos ortodônticos, que ajudam a minimizar e retardar o crescimento dos ossos da face. Já na fase adulta, é indicado a cirurgia ortognática para corrigir as condições ósseas, uma vez que, neste estágio a arcada bucal não está mais em crescimento e não se pode resolver o problema apenas com o uso de aparelhos. 

    Durante a infância, a cirurgia também pode ser indicada ao paciente que apresente alterações faciais mais severas, desde que, não comprometa sua estética e convívio social, a fim de minimizar os danos psicológicos.

    A realização do tratamento adequado para quem sofre com discrepância maxilo-mandibular, pode ocasionar diversos benefícios para a vida do paciente, como:

  • Menor dificuldade na mastigação;
  • Facilidade em respirar;
  • Melhoramento da articulação da fala;
  • Ajuste da mordida e oclusão dental; 
  • Harmonização facial e estética. 

 

    Caso note alterações na região bucal, crescimento anormal da face e dificuldades para respirar e mastigar, entre em contato com um especialista bucomaxilofacial e faça uma avaliação do seu quadro clínico.

 

Como funciona o procedimento?

    A cirurgia ortognática é feita de forma planejada e com tratamento ortodôntico a longo prazo, que pode ser feito antes ou depois da cirurgia, sempre orientado e acompanhado por um profissional bucomaxilofacial. 

    O procedimento se trata da remoção da área óssea exagerada da mandíbula, posicionando de forma harmônica e agradável esteticamente para o paciente. 

 

    O uso do aparelho ortodôntico deve ser feito para alinhar os dentes, preparando-os para o ajuste mandibular. O processo da correção de oclusão dental pode ser feito antes ou depois da cirurgia ortognática, levando um período médio de 6 meses ou mais. 

    A realização da cirurgia ortognática antecipada, antes do uso do aparelho ortodôntico, não interfere na estabilidade óssea, garantindo também um ótimo resultado. Converse sempre com o seu dentista, para verificar qual a melhor opção de tratamento para o seu caso. 

    Um dos pontos mais importantes para o tratamento é o planejamento cirúrgico, que garante uma segurança e possibilita fazer previsões do resultado final para o paciente. O cirurgião bucomaxilofacial deve fazer uma pré-avaliação do quadro clínico, através de exames em software que indicam quais as áreas que necessitam de correções. 

    Apesar da Cirurgia Ortognática ter seu principal objetivo a correção óssea, ela também oferece o melhoramento da harmonização facial do paciente, por isso, o  profissional que irá realizar o procedimento deve ter a preocupação de planejar as correções necessárias, mas também, não esquecer de proporcionar uma melhor aparência estética da face para o paciente.  

    Cada caso clínico tem seu planejamento, de forma única, conforme seu nível de anomalia e correções a serem realizadas. Converse sempre com o seu cirurgião bucomaxilofacial e tire suas dúvidas sobre o procedimento, alinhe suas expectativas. 

 

Pré-reabilitação da cirurgia ortognática.

    Após a avaliação clínica do paciente, e a realização de exames e planejamento pré-cirúrgico, é orientado a realização da  pré-reabilitação da cirurgia ortognática. Se trata de uma tríade, criada para amenizar efeitos colaterais que possam ser desenvolvidos pós-procedimento, sendo eles: fadiga intensa, anorexia, anemia, internação prolongada no hospital e readmissão ao hospital logo após a cirurgia. 

1.ª – Preparo nutricional: o paciente deve ser acompanhado por um nutricionista, realizando uma dieta que possibilita que o seu organismo se prepare para a cirurgia, evitando perdas nutricionais que poderiam decorrer pós-procedimento. 

2.ª – Espiritual: preparar a mente é o principal, estando pronto para todas as mudanças que podem vir ocorrer na rotina após a realização do procedimento. 

3.ª – Físico: a prática de exercícios físicos é muito importante, ajuda na reabilitação do paciente, de forma mais rápida e menos dolorosa. 

 

A cirurgia ortognática se trata de um procedimento complexo e agressivo para organismo humano, por isso, deve ser tomada todas as devidas precauções a fim de minimizar seus efeitos colaterais.  

 

Recuperação pós-cirurgia ortognática.

    Para recuperação pós-cirurgia ortognática, o paciente é submetido a uma dieta líquida e bem restrita, para evitar que resíduos de alimentos sejam depositados no local cirúrgico e também na proliferação de bactérias. Em alguns casos, pode ser solicitado pelo dentista o uso de suplementação alimentar, ajudando a nutrir o organismo durante os primeiros dias de recuperação pós-cirúrgica

    Durante as primeiras semanas pós-cirurgia ortognática, é orientado ao paciente repouso das atividades do dia a dia. Para exercícios físicos mais intensos, a prática só é liberada 3 meses após o procedimento.  

 

    Ao longo da recuperação pós-cirúrgica, o paciente deve ter o acompanhamento de diversos profissionais. Na Clínica Juliana Búrigo é oferecido uma equipe completa multidisciplinar, para o auxílio do tratamento pré e pós-operatório do paciente: 

  • Nutricionistas: acompanhamento ao longo do tratamento, oferecendo uma dieta personalizada para cada paciente, conforme sua necessidade e gostos. 
  • Fonoaudiólogo: após o procedimento, o paciente pode apresentar dificuldade na respiração, mastigação e deglutição. O fonoaudiólogo possibilita a reabilitação da motricidade oral. 
  • Especialista bucomaxilofacial: profissional responsável pela realização da cirurgia  e acompanhamento de tratamento no pré e pós-operatório, assim como, também realiza o diagnóstico e planejamento do procedimento.   
  • Anestesiologista: responsável pela aplicação da anestesia e o acompanhando pós cirúrgico a nível hospitalar para controle de dor, promovendo segurança durante o procedimento. 
  • Técnico em enfermagem: faz a instrumentação da cirurgia e acompanha o paciente em relação aos cuidados pré e pós-operatórios. 

 

Onde fazer a cirurgia ortognática?

    A Clínica Juliana Búrigo possui experiência e uma equipe multidisciplinar completa para a realização da cirurgia ortognática. Desde 2005 promovendo satisfação e ótimos resultados aos seus pacientes, com comprometimento e segurança. Faça uma avaliação e transforme o seu sorriso: www.julianaburigo.com.br 

  • Share post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*