Traumatismo na face: quais os sintomas e tratamento?

   O trauma de face, também conhecido como traumatismo bucomaxilofacial, é decorrente de qualquer ferimento físico com impacto ocasionado na região do rosto, como: osso nasal (nariz), osso zigomático (maçã do rosto), osso frontal (testa), ossos das órbitas oculares (olhos), osso maxilar (queixo e mandíbula) e dentes. 

   No Brasil, cerca de 30 mil pessoas são vítimas todos os anos de algum trauma facial, sendo a terceira causa de morte por acidentes em hospitais públicos. As principais causas do traumatismo facial, são:

 

  • Acidentes de trânsito:

Acidentes de carro muitas vezes acabam gerando lesões ao condutor e aos passageiros, por isso procure sempre usar o cinto de segurança, respeitar o limite de ocupantes a bordo e não infringir as leis de trânsito. Para motos é essencial o uso do capacete, para prevenir lesões na cabeça. Em caso de acidente que for constatado lesão na região facial, procure imediatamente um pronto socorro para atendimento e avaliação clínica. 

 

Este tipo de acidente decorre na maior parte das vezes em idosos e crianças, são incidentes de quedas que podem vir a gerar lesões sérias à face. Nestes casos, na apresentação de qualquer sintoma, como: dores agudas, inchaço na região, sangramento ou visão embaçada. Procure imediatamente atendimento médico para avaliação. 

 

  • Acidentes esportivos;

Os atletas devem usar equipamentos de prevenção, como os protetores bucais e em alguns esportes o uso do capacete, que se torna obrigatório. Atividades esportivas de grande impacto sobre a área facial e de risco de impacto na cabeça, devem ter maior atenção. 

 

  • Violência física.

   A agressão física também é uma das principais causas de traumatismo facial, podendo ocasionar lesões sérias e irreversíveis. Sobre qualquer situação de violência urbana e residencial, ligue para a polícia ou para o serviço emergencial. 

 

Quais os sintomas do trauma facial? 

   O traumatismo facial pode ocorrer de forma despercebida em uma queda ou acidente, vindo a acarretar efeitos colaterais posteriores, isso irá depender muito do grau da lesão que ocorreu sobre os ossos da face. Quando o impacto for de forma mais agressiva, os sintomas serão mais intensos e consideravelmente a lesão pode ser bem mais séria. 

   Por isso, é importante estar atento aos sintomas de um trauma facial após um impacto, e ficar sempre em observação. Os sintomas mais comuns são:

  • Dor em alguma região da face;
  • Inchaço;
  • Sangramento; 
  • Manchas e hematomas sobre a região afetada; 
  • Dificuldade para movimentar a mandíbula (abrir e fechar a boca);
  • Dor nos dentes para comer ou falar;
  • Alteração da oclusão dentária (encaixe dos dentes).

   Ao aparecimento de qualquer um desses sintomas após um impacto facial, procure imediatamente um serviço de emergência para atendimento. 

 

Como tratar um trauma facial?

   O traumatismo bucomaxilofacial quando não tratado corretamente e o mais breve possível após o trauma, pode acarretar diversos problemas, como: perda total ou parcial da visão, dores crônicas, alterações na mordida e dificuldade na mastigação e fala, além de deformidades estéticas na face. É importante que sempre após um trauma facial, procure-se uma unidade de atendimento clínico para avaliar a lesão, encaminhando o paciente para o tratamento correto. 

   O profissional responsável pelo atendimento é o cirurgião bucomaxilofacial, que deve avaliar qual intervenção clínica será necessária para a correção da lesão. As formas de tratamento podem variar conforme o grau da fratura, podendo ser desde imobilização da área, até mesmo intervenções cirúrgicas com a instalação de mini-placas de titânio

   Para moradores de Criciúma (SC), a Clínica Juliana Búrigo tem parceria com o Hospital São João Batista, que atende 24 horas casos de traumatismo facial, com especialistas na área e estrutura para realizar com total segurança qualquer procedimento.

 

 

   Em caso de qualquer fratura na região da face, procure o pronto socorro do Hospital São João Batista, para que tenha o melhor tratamento na área bucomaxilofacial, além do planejamento cirúrgico completo feito por especialistas e uma equipe multidisciplinar. 

  • Share post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*