Pré Reabilitação para a Cirurgia Ortognática

Uma cirurgia, em especial as maiores, como a cirurgia ortognática, induz uma resposta estressante no organismo dos pacientes, provocando um aumento na demanda por energia para a superação da fase de convalescença pós operatória.

Pré Reabilitação para a Cirurgia Ortognática

Emily Dunford, uma aluna do pós doutorado em cinesiologia (ciência que estuda os movimentos do corpo humano) na Universidade McMaster, na cidade de Ontario, Canadá, realizou um estudo que comprovou a importância da prática de atividades físicas no pré operatório, ao menos durante duas semanas antes da cirurgia, pois, os pacientes que se submeteram a uma reabilitação pré operatória com exercícios físicos tiveram menos complicações pós cirúrgicas e retornaram mais rapidamente a uma vida social normal.

Então, sabe-se que no mínimo três formas de preparo são imprescindíveis para se submeter a uma cirurgia ortognática, sendo estas: o preparo nutricional (preparar o organismo para as demandas nutricionais que surgirão por causa da cirurgia), o preparo espiritual (preparar a mente para as alterações da rotina/atividades diárias que acontecerão logo após a cirurgia) e o preparo físico (realizar atividades físicas e exames de controle como os de sangue e da pressão arterial).

Neste caso (pré reabilitação) as atividades físicas devem ser ajustadas à idade e à fisiologia de cada paciente. Pacientes habituados à exercícios físicos devem aumentar a intensidade dos mesmos no pré operatório. Pacientes não habituados devem realizar qualquer atividade física mesmo as mais simples e menos intensas, tais como, caminhadas rápidas ao ar livre, ou até mesmo somente exercícios respiratórios para fortalecer o diafragma (músculo relacionado à atividade respiratória).

A autora reforça que assim como os atletas preparam-se para diversos eventos esportivos, os pacientes devem preparar-se para as suas cirurgias. Sempre focando na tríade: preparo físico, preparo emocional e preparo nutricional.

Dentre as ocorrências pós operatórias evitadas ou minimizadas com a realização de um preparo pré cirúrgico através de atividades físicas estão: fadiga intensa, anorexia, anemia, estadia prolongada no hospital, readmissão ao hospital logo após a cirurgia.

As ocorrências otimizadas são: tolerância física e emocional maior ao período de convalescença, menos índice de qualquer complicação pós cirúrgica, reabilitação funcional, nutricional e social mais rápida.

Você que tem uma cirurgia em breve no cronograma da sua vida, já deu início ao seu preparo pré cirúrgico?

  • Share post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*