Saiba quais os principais tipos de doenças bucais e como se prevenir.

Importância da saúde bucal para prevenção.

    As doenças bucais afetam a população mundial de forma geral, em todas as faixas etárias, algumas doenças costumam ser mais recorrentes que outras, mas todas necessitam de atenção e tratamento adequado junto a um especialista. 

 

    As classes sociais D e E possuem maior frequência de perdas dentárias e aparecimento de patologias bucais, isso ocorre pela falta de cuidado com a saúde oral, principalmente devido a escassez de acesso a um plano dentário, assim, tornam-se dependentes da saúde pública (SUS).  

 

    A maioria das doenças bucais pode ser prevenida apenas com cuidados básicos de higienização bucal e consultas regulares ao dentista. 

 

    Ainda existem pessoas que não cuidam adequadamente da saúde bucal, seja por uma questão financeira ou negligenciamento com a própria saúde, o que leva ao desenvolvimento de diversas patologias orais ao decorrer da vida.

 

    Pesquisas apontam que 41,5% das pessoas no Brasil acima de 60 anos já perderam um ou mais dentes, em decorrência do descanso com a higienização bucal durante a vida. 

 

    Alguns fatores potencializam o desenvolvimento de doenças bucais, como: não usar o fio dental e realizar a escovação diariamente, maus hábitos alimentares, tabagismo e falta de acompanhamento odontológico. 

 

    Grande parte das pessoas costumam procurar um especialista apenas quando sentem algum incômodo, na maioria dos casos, o profissional dentista é desconsiderado para consultas de rotina. 

 

    As consultas recorrentes ao profissional de confiança são essenciais para a prevenção precoce de doenças bucais. Com o acompanhamento de um especialista é possível se manter atento a mudanças consideráveis em toda a região bucal, o que auxilia na cura e tratamento.

 

Doenças bucais mais frequentes.

 

    As doenças orais podem afetar diversas regiões, como: lábios, língua, gengivas, dentes e outros. Toda a região bucal interna e externa devem ter cuidados preventivos. 

 

    Conheça abaixo as doenças bucais mais comuns: 

 

  • Placa bacteriana 

    Apesar da placa bacteriana não ser necessariamente uma doença bucal, ela é um dos principais indícios de que algo está errado com a sua boca, pois através delas temos o desenvolvimento de outras doenças, como: tártaro, cáries e gengivite. 

 

    As placas bacterianas são residuais alimentares, que quando não são realizadas a sua retirada através da escovação e o uso do fio dental, podem ficar presas em pequenos espaços entre os dentes e as gengivas, criando um ambiente perfeito para a proliferação de bactérias. 

 

    A melhor forma de evitar a placa bacteriana é praticando uma boa higienização bucal, através da escovação diária, o uso do fio dental, alimentação adequada e ir ao dentista regularmente. 

 

  • Cálculo dentário (Tártaro)

    O tártaro é a consequência de quando a placa bacteriana não é removida e se acumula na boca, com um aspecto mais rígido, no momento em que o alimento endurece e calcifica entre os dentes, criando uma grossa camada de resíduos e bactérias. 

 

    O cálculo dentário costuma amarelar os dentes e é capaz de desenvolver diversas doenças bucais, como: cáries, gengivite e periodontite, que podem levar a perda de dentes. 

 

    Sua retirada só pode ser feita por um profissional em consultório, devido a sua rigidez. A única maneira de realizar a prevenção é através da higiene bucal correta e acompanhamento regular ao dentista. 

 

  • Cáries 

    Trata-se da doença bucal mais comum no mundo, muitas vezes agindo de forma silenciosa, por isso, é importante estar atento à higienização oral e ir ao dentista regularmente. 

 

    A cárie se desenvolve através de ácidos liberados pelas bactérias presentes na boca, que se sustentam dos resíduos alimentares sobre os dentes, corroendo toda a sua estrutura e podendo gerar a perda dentária. O excesso de alimentos com açúcar e a má higienização bucal estão entre os principais fatores de desenvolvimento da cárie. 

 

    Os sintomas podem ser silenciosos, por isso, é importante ir regularmente ao dentista. Ao sentir dores nos dentes, notar sangramento gengival ou qualquer condição diferente na cavidade bucal, procure imediatamente um dentista de confiança. 

 

  • Gengivite 

    É um processo de inflamação da gengiva, causado por resíduos de alimentos que se instalam em pequenos espaços entre a gengiva e o dente, causando irritação na área. 

 

    Essa inflamação gera desconforto, sangramentos gengivais, mudança de coloração da gengiva e retração da área. Ao sentir qualquer um desses sintomas, procure imediatamente um dentista de confiança para avaliar o quadro. 

 

    A melhor forma de prevenir a gengivite é fazendo uma boa higienização bucal diária, principalmente usando o fio dental, que alcança pequenos espaços entre a gengiva e os dentes. 

 

  • Periodontite 

    É o agravamento da inflamação gengival, quando a gengivite não é tratada corretamente, desencadeando diversos fatores prejudiciais à saúde bucal, levando ao desenvolvimento da periodontite, forma mais grave da doença. 

 

    A periodontite é identificada quando todos os tecidos que sustentam a dentição são afetados, o que deixa os dentes moles, assim, com o tempo podem começam a cair. 

 

    Um quadro de periodontite quando identificado no início pode ser revertido, evitando que ocorra a perda dos dentes. 

 

  • Halitose

    O mau hálito pode estar relacionado a doenças bucais, como: gengivite, periodontite, cáries, xerostomia e outros. 

 

    A condição halitose é identificada quando, mesmo após a higiene correta dos dentes, o paciente continua a apresentar o odor forte saindo de dentro da boca, o que é gerado por alguma doença bucal, funcionando como um alerta do próprio corpo. 

 

    Ao perceber o mau hálito constante, mesmo com a limpeza bucal em dia, procure um dentista de confiança. 

 

  • Câncer bucal

    Apesar de não ser uma doença tão comum quanto às demais já citadas, o câncer bucal pode ser extremamente agressivo e requer atenção.

 

    A patologia bucal cancerígena é ocasionada por diversos fatores, entre eles estão: hábitos alimentares, tabagismo, consumo de bebidas alcoólicas, exposição prolongada ao sol sem proteção adequada nos lábios, predisposição genética e imunossupressão.

 

Como prevenir doenças bucais?

 

    Para evitar o aparecimento de doenças bucais é necessário cuidar frequentemente da saúde oral, internamente e externamente, aplicando pequenas mudanças na rotina, como:

  • Escovar os dentes 3 vezes ao dia; 
  • Use o fio dental pelo menos 1 vez ao dia; 
  • Faça acompanhamento regular ao dentista;
  • Tenha uma boa alimentação;
  • Evite o uso de tabaco ou outras substâncias químicas.

 

    Manter a saúde bucal em dia é prevenir diversas doenças e conquistar uma boa qualidade de vida. 

    Agende uma consulta com a Clínica Juliana Búrigo e faça uma avaliação bucal: www.julianaburigo.com.br 

  • Share post

2 comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*